Maçã Verde - Aliada das dietas combate a obesidade e o envelhecimento

www.aliadosdasaude.com.br
Grande aliada das dietas, a maçã verde também ajuda no combate a obesidade, colesterol e outros males

Que a maçã verde era uma grande aliada das dietas você certamente já sabia. Vejam aqui outros benefícios!

Novos estudos comprovam também sua eficácia no combate a obesidade, diabetes, colesterol e envelhecimento precoce.

Usada no preparo de sucos detox e de outros pratos, a maçã verde não está na lista das frutas mais populares. Contudo, a fruta apresenta inúmeros benefícios à saúde e a beleza.


Segundo a nutricionista Silvia Lancellotti, a fruta é realmente poderosa.
“A maçã verde possui nutrientes importantes à saúde como cálcio, ferro, magnésio, potássio, fósforo, flavonoides e a fibra pectina”, diz.
A especialista explica que esses componentes essenciais garantem o bom funcionamento do organismo e atuam na regulação do intestino e no combate ao colesterol e a diabetes.
“Além disso, como é rica em fibras, a fruta promove sensação de saciedade e possui efeito antioxidante”, completa.
Como combate os radicais livres, a maçã verde retarda o processo de envelhecimento e melhora o aspecto da pele. Silvia ressalta que as diferenças nutricionais entre a maçã verde e a vermelha são poucas e que o muda é apenas o sabor, que é mais docinho nas versões vermelhas da fruta.

Maçã verde emagrece? 

Ainda de acordo com a nutricionista, a maçã verde é grande aliada da perda de peso porque possui a pectina, fibra solúvel que promove saciedade e retarda o esvaziamento gástrico. Além disso, a fruta não tem alto valor calórico. “Uma unidade média possui cerca de 83 kcal”, afirma.



Maçã verde no combate a obesidade

Um novo estudo descobriu que a maçã pode ser a chave para a prevenção de outro problema: a obesidade.

A maçã verde, especificamente, ajuda as pessoas a sentirem-se satisfeitas, inibindo a vontade de comer, isso é o que revela um estudo recente publicado na revista Food Chemistry.

Segundo o estudo, os compostos não digeríveis presentes na maçã verde, que incluem fibras e polifenóis, colaboram para a proliferação de bactérias amigáveis ​​no intestino.

Na verdade, a maçã verde, que é rica em fibras alimentares não digeríveis e pobre em carboidratos, ajudou a equilibrar as boas bactérias que muitas vezes estão fora de equilíbrio em pacientes obesos.

A fibra não digerível encontrada nas maçãs, bem como os polifenóis (substâncias antioxidantes) que estão associados ao consumo da fruta, mudam as bactérias do intestino para os mesmos tipos de bactérias amigáveis encontradas em pessoas magras.

Os resultados deste estudo ajudarão os consumidores a distinguir entre as variedades de maçãs que colaboram na luta contra a obesidade e podem levar a futuros tratamentos para problemas de peso.

As maçãs são uma excelente fonte de fibras e vitamina C, mas também são ricas em água – o que vai te ajudar a ficar satisfeito por mais tempo e hidratar seu organismo.

Não há contraindicações no consumo da fruta e que ela pode ser uma boa opção para os lanches intermediários da manhã e da tarde. “Pode ser consumida com iogurte desnatado ou picadinha com aveia em flocos, linhaça e granola”, ensina. Outra opção é apostar na versão desidratada ou incluí-la no preparo de sucos detox, saladas e outras receitas.

Fontes: M de Mulher / Libero Alimentos



Topo