Câncer de próstata - 61 mil casos novos anualmente no Brasil

www.aliadosdasaude.com.br
Câncer de próstata, a prevenção pode salvar a sua vida!

Novembro azul - homens pelo menos neste mês, arrumem um tempo para cuidar de sua saúde, faça o exame para prevenção do câncer de próstata!

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), todos os anos, 61 mil novos pacientes são diagnosticados com a doença, que é o segundo câncer mais comum na população masculina, só perdendo para o câncer de pele.


Apesar dos índices, é importante ressaltar que, quando diagnosticado precocemente, as chances de cura ultrapassam 90%.

O oncologista do Núcleo de Oncologia da Bahia André Bacelar lembra que o cuidado e a campanha se justificam na medida que, com o aumento da expectativa de vida e o envelhecimento da população, o câncer de próstata passa a ter um impacto importante.

"É sabido que, aos 80 anos, 80% dos homens terão alteração na próstata”, diz o médico, ressaltando que o papel dos profissionais de saúde é detectar o problema nos indivíduos, identificando aqueles que precisarão de tratamento e os que devem ser acompanhados. No caso específico de Salvador, o oncologista lembra que a ascendência negra termina sendo um reforço para esse cuidado, pois os negros estão mais propensos a desenvolverem a doença.

Herança

De acordo com o chefe do serviço da Cardio Pulmonar e professor da Universidade Federal da Bahia, o urologista Lucas Batista, quando existem casos na família, a vigilância precisa ser ainda mais rigorosa e a prevenção deve começar mais cedo, aos 45 anos.

"Se o pai ou tio tiveram câncer de próstata, a chance de ter a doença é  três vezes maior do que aqueles que não possuem casos na família. Quando é um irmão, as chances aumentam em até quatro vezes, daí a importância das famílias prestarem atenção nesse traço”, reforça o médico.

Lucas Batista  lembra que, quanto mais rápido os casos de câncer forem identificados e tratados, menores serão as sequelas do tratamento ou o risco de desenvolvimento de disfunções sexuais, como os problemas de ereção.
"Quando o câncer está localizado, está em fase inicial e pode ser removido com técnicas minimamente invasivas, conseguimos preservar as terminações nervosas responsáveis pela ereção”, garante o especialista, lembrando que apenas 10% dos pacientes tratados terão incontinência urinária, mas em 60% dos casos, haverá preservação da ereção e da função sexual.  
"Além de contornar dois dos principais receios masculinos, o diagnóstico precoce e as cirurgias – feitas por laparoscopia  ou a robótica – possibilitam que o paciente sinta menos dor e incômodos, use sonda por um tempo  menor e volte à vida normal em um tempo muito menor”, completa Lucas Batista, destacando que, enquanto na cirurgia aberta a recuperação pode durar até um ano, nas minimamente invasivas o paciente se recupera em três  meses.

"Embora a cirurgia robótica seja realizada apenas em São Paulo, a laparoscopia é uma técnica bem comum na Bahia, inclusive pelo Sistema Único de Saúde”, diz o urologista, que também atua no Hospital das Clínicas (Hupes/Ufba).

Como não se pode interferir no envelhecimento nem  na ascendência e hereditariedade, a alternativa para manter a próstata saudável é investir em prevenção. No caso dos homens, vale salientar que as medidas são simples e, além de serem efetivas contra o câncer, também têm um impacto bem positivo na prevenção de outras doenças crônicas como o diabetes, as cardiopatias, entre outras.

O oncologista André Bacelar diz que as medidas protetivas estão voltadas para uma alimentação saudável, baseada em folhas, frutas, verduras e legumes, com pouca gordura animal e o mínimo de produtos industrializados ou muito processados. "Além disso, é fundamental que os homens digam não ao sedentarismo e invistam numa atividade física, além de evitar o tabagismo e a ingesta excessiva do álcool”, completa o oncologista.

Fonte: Correio 24 horas



Relacionadas Para Você
Anterior
« Anterior
Proxima
Proxima »