Dieta alcalina - Combate doenças e ajuda emagrecer

Dieta alcalina - Combate doenças e ajuda emagrecer
Dieta alcalina - Combate doenças e ajuda emagrecer

Uma dieta rica em açúcar, gorduras saturadas, álcool e alimentos processados leva o organismo a acidificar, em consequência disto podem surgir inúmeros problemas de saúde, inclusive o câncer.

Os alimentos são classificados como ácidos ou alcalinos, de acordo com a quantidade de resíduos que deixam no organismo após serem digeridos e metabolizados, independente do sabor mais ácido ou não.

A dieta alcalina é baseada em um plano alimentar no qual os alimentos ácidos são consumidos em pequenas quantidades, ou seja, alimentos que após ingerido podem gerar uma carga ácida, deixando o pH do organismo mais ácido.


Para que o organismo funcione de maneira adequada, é preciso manter um pH alcalino (em torno de 7,35), o que permite uma boa oxigenação e nutrição das células e tecidos. Porém, a maioria das reações que ocorrem no corpo geram substâncias ácidas que, somadas aos resíduos ácidos gerados pelos alimentos, causam um baixo grau de acidose metabólica.

O prejuízo dessa condição de acidose é que dificulta o bom funcionamento do corpo. Quando o pH sanguíneo sofre variações, há uma tentativa do organismo de manter o equilíbrio através de mecanismos que utilizam diversos nutrientes, aumentado suas perdas e podendo causar deficiências nutricionais.  Já o consumo de comidas alcalinas ajuda nesta manutenção do pH, contribuindo para o funcionamento adequado do organismo.

A dieta alcalina não é restritiva, ou seja, não é preciso consumir apenas alimentos com propriedades alcalinas, mas deve ocorrer um equilíbrio entre a ingestão de alcalinos e ácidos. Especialistas no assunto indicam o consumo de 60% de alimentos alcalinos e 40% de alimentos ácidos. A proposta da dieta é justamente trazer uma alimentação saudável e mais equilibrada.

Dieta alcalina: benefícios

A alimentação alcalina traz vários benefícios para a saúde, vejam alguns:
  • Pode ajudar no processo de emagrecimento por priorizar alimentos naturais e restringir o consumo de alimentos industrializados ricos em sódio, gorduras trans e aditivos alimentares.
  • Auxilia na saúde de ossos e articulações, já que previne artrite e desmineralização óssea (retirada de minerais como o cálcio e magnésio dos ossos).
  • Reduz a retenção de líquidos, combatendo o inchaço, pois contém mais alimentos fontes de potássio e menos sódio.
  • Acredita-se que esse tipo de alimentação pode contribuir para prevenção de algumas doenças, como osteoporose e câncer.
Dieta alcalina - Combate doenças e ajuda emagrecer

Como fazer dieta alcalina?

A proposta desta dieta é aumentar o consumo dos alimentos alcalinos e reduzir os ácidos. É importante ressaltar que não se trata de uma dieta restritiva, na qual só alimentos alcalinos serão consumidos, mas sim de um equilíbrio entre a ingestão de comidas alcalinas e ácidas, com moderação. Uma proporção adequada é ingerir cerda de 60% de alimentos alcalinos e 40% de alimentos ácidos.

Vale lembrar que os alimentos são classificados como ácidos ou alcalinos após a sua digestão, e não pela sua acidez ou alcalinidade antes de ser ingerido. Sendo assim, todas as frutas ácidas são permitidas, já que após digeridas se tornam alcalinas. Por isso, apesar de ser extremamente ácido, o limão é um dos principais alimentos da dieta alcalina, uma vez que é um aliado para alcalinizar o sangue.

Dieta alcalina: Cardápio

Na dieta alcalina, alimentos indicados são: verduras, todas as frutas (inclusive as ácidas), legumes, alimentos integrais (como quinoa e aveia), oleaginosas (como castanhas e amêndoas), leguminosas (como feijão, grão-de-bico, lentilha e soja), sementes (como gergelim e semente de abóbora), tubérculos (inhame e batata-doce), cogumelos, chás, óleo de peixe (ômega-3), algas marinhas, óleo de coco, azeite de oliva, água de coco, água com pH alcalino e vinagre de maçã.

Já os alimentos ácidos, como os açúcares, refrigerantes, bebidas alcoólicas, cafeína, água com gás e água tônica, adoçantes, amendoim, alimentos ricos em amido, industrializados ricos em sódio e em gorduras, laticínios e carnes vermelhas devem ser evitados.

Como alcalinizar a água?

A água alcalina, com pH acima de 7, colabora para diminuir a acidez do sangue e é possível torná-la alcalina com o uso de um filtro ionizador, responsável por retirar o cloro presente na água, acrescentar minerais a ela e deixá-la mais pura. Outra forma de alcalinizar a água é acrescentar rodelas de limão ou o suco da própria fruta a ela.  O ideal é consumir a água logo em seguida para evitar a oxidação do limão.

Dieta alcalina para emagrecer

Apesar de este não ser o seu principal objetivo, a dieta alcalina pode ajudar no emagrecimento, pois incentiva a ingestão de alimentos integrais, frutas, legumes e verduras, e reduz o consumo de alimentos responsáveis pelo aumento do peso, como os industrializados ricos em sódio, as frituras, açúcar e bebidas alcoólicas.

Dessa forma, a dieta alcalina emagrece por fornecer mais nutrientes e melhorar o funcionamento geral do organismo, o que acelera o metabolismo e faz com que a queima de gorduras seja mais eficaz. O recomendado é sempre aliar a dieta com a prática de exercícios físicos para melhores resultados na perda ou manutenção do peso.

Dieta alcalina x câncer

Ainda não existem comprovações científicas de que a dieta alcalina previne o câncer. No entanto, sabe-se que o consumo de frutas e hortaliças, incentivado pela dieta alcalina, tem ação protetora contra alguns tipos de câncer, como o de reto, de cólon e esôfago. Por outro lado, a ingestão de alimentos em conserva e defumados, que apresentam alta quantidade de nitritos e nitratos, e carnes preparadas no fogo, como o churrasco, podem aumentar o risco de câncer.

A explicação para isso pode estar no fato de que o ambiente ao redor das células cancerígenas é mais ácido do que o das células normais, por isso, muitos profissionais da saúde e naturalistas acreditam que uma dieta ácida favorece o aparecimento de doenças.

Sendo assim, alguns especialistas recomendam uma dieta alcalina, priorizando até 90% de alimentos alcalinos como alternativa para tratar o câncer. Quem deseja prevenir a doença, sobretudo aqueles que têm histórico de câncer na família, também deve priorizar uma dieta alcalina com ao menos 70% de alimentos alcalinos.

Vale lembrar que o consumo excessivo de açúcar e álcool também estão relacionados ao maior risco para o câncer. Portanto, embora não exista comprovação científica de que a relação entre alimentos e câncer tenha a ver com o equilíbrio ácido-base dos alimentos, a dieta alcalina pode sim contribuir para a saúde.

Fontes: Natue / wikipedia



Relacionadas Para Você
Anterior
« Anterior
Proxima
Proxima »