Viva mais - Atitudes saudáveis para uma vida mais longa

aliados da saúde
 Atitudes saudáveis para uma vida mais longa

Envelhecer é um processo natural da vida, mais envelhecer com saúde é uma questão de atitude nossa.

Como você quer estar aos 70 anos?”. O cardiologista Fábio Gazelato de Mello Franco, coordenador médico da Unidade Vila Mariana do Einstein, gosta de fazer essa pergunta aos pacientes. “As pessoas costumam planejar muitas coisas na vida, mas quase nunca se preparam para um envelhecimento saudável”, afirma. 

Segundo ele, é preciso cuidar-se sempre, ao longo do tempo. “A doença não surge de um dia para o outro. Ninguém fica diabético, hipertenso, com colesterol ou triglicérides altos de repente”, diz. Os problemas se instalam aos poucos e, em geral, de maneira bem sorrateira, sem sintomas.

Na maioria das vezes, eles só são descobertos em uma consulta médica de rotina, por meio de uma avaliação física e de um exame de sangue. A partir daí, o melhor caminho é tratar.

Ter uma vida saudável traz benefícios visíveis, mas exige um esforço e dedicação que nem todos estão dispostos a enfrentar.

Exaustivamente, o assunto é tema de livros, reportagens, palestras, cursos, uma vez que público não falta. A escritora norte-americana Gene Stone lançou o livro “Os segredos das pessoas que nunca ficam doentes”. Um ponto interessante da publicação é que ela menciona as populações que dificilmente ficavam doentes. Os cinco locais que abrigam povos mais saudáveis são: a Barbagia, na Itália; Okinawa, no Japão; a comunidade dos Adventistas do Sétimo Dia, na Califórnia; a Península de Nicoya, na Costa Rica; e a ilha grega de Ikaria.

Ao longo do livro ela fala sobre técnicas que se mostraram eficientes na cura de doenças. Já o norte-americano Dan Buettner escreveu o livro “Blue Zones: lições de pessoas que viveram muito para quem quer viver mais”, que virou best-seller.

Vejam este vídeo e observem a letra, como deve ser bom poder envelhecer.


Conheçam abaixo dez destes segredos para viver mais:

- Beber bastante água (mesmo se não tiver sede);

- Trocar o café pelo chá-verde;

- Eliminar os alimentos com gorduras trans e gorduras saturadas;

- Ir ao dentista regularmente (muitas doenças podem ser detectadas na consulta);

- Aproveitar o contato com a natureza;

- Reduzir o consumo de carnes vermelhas;

- Dormir bem;

- Ter tempo para família e brincar com crianças;

- Evitar o consumo de sal, condimentos, pratos prontos, embutidos e enlatados;

- Estudar sempre para exercitar o cérebro.


Fonte: Hospital Albert Einstein / CicloVivo / aliadosdasaude.com.br
           Vídeo: Arnaldo Antunes - Youtube


Topo