Óleo de coco - Mitos e verdades sobre o tratamento da vez

aliados da saúde
Óleo de coco - Mitos e verdades sobre o tratamento da vez

Na alimentação ou na hidratação da pele e do cabelo, o óleo de coco já virou febre, principalmente entre os famosos.

O mundo dos produtos naturais não está livre de modismos. Atualmente, o óleo de coco aparece na lista de itens de beleza de famosas como Angelina Jolie, Gisele Bündchen entre outras. 

Para tirar dúvidas, especialistas respondem sobre alguns dos benefícios atribuídos ao óleo de coco para saber quais são os mitos e verdades deste produto para a beleza.



Precisa ser 100% óleo de coco
VERDADE: 
Muitos produtos vendidos como naturais são misturados com óleo mineral, o que pode anular todos os benefícios do produto derivado do coco. Segundo a dermatologista Juliana Neiva, somente o óleo de coco orgânico possui vitamina E, que tem poder antioxidante e ácidos graxos que garantem a hidratação. O óleo 100% natural é rapidamente absorvido pela pele, deixa a região aquecida e mais macia --e não só lubrificada.

Hidrata até as regiões mais secas do corpo
VERDADE: 
Calcanhar grosso, joelhos e cotovelos ressecados? Sim, até isso o óleo de coco resolve. A esteticista e cosmetóloga Roseli Siqueira indica esfoliar estas regiões com o produto combinado ao açúcar, remover, passar o óleo novamente e manter por cerca de cinco minutos. Para melhores resultados, o procedimento deve ser feito duas vezes por semana no primeiro mês e depois uma vez por mês para manter a hidratação.

É um dos melhores hidratantes para o cabelo
VERDADE: 
Wesley Nóbrega, cabeleireiro do Studio W Higienópolis, recomenda que o óleo nunca seja utilizado sozinho e sim combinado a máscaras de hidratação por 15 a 20 minutos e removido após o processo. Todos os tipos de cabelo podem usar o produto, basta não passar o óleo na raiz e experimentar a quantidade ideal de acordo com a necessidade de hidratação dos fios. Quanto mais seco, mais óleo.


Pode aumentar a oleosidade da pele e do cabelo
MITO: 
Todos os tipos de pele e de cabelo podem fazer uso do óleo de coco para maior hidratação, segundo Roseli. Wesley ainda afirma que o óleo só vai deixar o cabelo mais pesado, mas que não estimula uma maior produção da oleosidade natural dos fios. O segredo, tanto para aplicação na pele quanto para o cabelo, é sempre remover o produto após a utilização.

Ajuda a emagrecer
VERDADE: 
Segundo a nutricionista Maiara Fidalgo, aliar o óleo de coco a uma dieta de baixa caloria potencializa em sete vezes a redução gordura abdominal, aumenta a saciedade, reduz a liberação exagerada de insulina, melhora o funcionamento do intestino e acelera a queima de gordura. Além disso, reduz a compulsão por carboidratos, especialmente doces.

Pode usar até no café
MITO: 
Uma das famosas utilizações do óleo de coco é colocá-lo no café. Maiara afirma que ele pode ser utilizado em outras preparações, tais como refogados e grelhados, mas que não traz benefícios estéticos se acrescentado à bebida.

Todo mundo pode consumir como alimento
VERDADE: 
Como alimento, o óleo de coco não possui contraindicações, desde que consumido nas quantidades recomendadas. A nutricionista da rede Mundo Verde, Thaís Souza, indica consumir 1/2 colher de sopa por dia e aumentar gradativamente a quantidade até duas a três colheres de sopa diárias.

Fonte: UOL - Beleza



Relacionadas Para Você
Anterior
« Anterior
Proxima
Proxima »