Ano novo, vida nova - Atitudes para uma vida mais saudável em 2016

aliados da saude
 Atitudes para uma vida mais saudável em 2016

Todo começo de ano é uma nova chance de recomeçar, mudanças na dieta e até na maneira de encarar os problemas são algumas das mudanças recomendadas por especialistas

Hábitos Saudáveis = Qualidade de Vida

Mudar a maneira de pensar sobre os problemas pode ajudar a ter uma vida mais leve e mais saudável

O começo de um novo ano pode ser um bom pretexto para adotar hábitos mais saudáveis, não apenas para o corpo, mas também para a mente. Mas, apesar da tradicional frase “ano novo, vida nova”, a psicóloga Marisa de Abreu não recomenda mudanças muito drásticas, quando não há risco de vida.


“A mudança radical não permite a conscientização do processo e do esforço necessário. Além disso, toda mudança radical permite um retorno radical ao estado anterior”, afirma. 
Por isso, nada de afobação. A seguir, confira alguns hábitos que devem ser adotados ou interrompidos aos poucos neste ano, de acordo com a indicação de especialistas.

Jogar fora os excessos
Segundo a psicóloga Marisa de Abreu, todo tipo de comportamento excessivo deve ser combatido. Alguns exemplos são comer demais, regimes muito rigorosos, ginástica ou sedentarismo além da conta, vícios em geral, muita dependência do namorado ou da família e atividades solitárias. E, assim como os excessos podem ser negativos para a saúde, tentar acabar com eles de uma hora para outra também deve ser evitado, para que os resultados se prolonguem.

Refletir mais
Sair do “piloto automático” e começar a pensar sobre os rumos que a vida traz é outra sugestão da psicóloga. “Quanto mais você avaliar cada opção que a vida oferece mais refinados ficam seus referenciais”, diz. O médico do Incor (Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da FMUSP) Carlos Alberto Pastore também recomenda a reflexão sobre os problemas do cotidiano.
“As pessoas acham que só poderão ser felizes quando resolverem todos os problemas, mas não é assim. Os problemas vão estar aí até o final da vida. É preciso tentar criar a consciência de que não se vai resolver tudo de uma vez”, afirma o cardiologista. Segundo ele, pensar em uma nova forma de lidar com os problemas é uma boa maneira de reduzir a ansiedade e evitar que questões psicológicas se transformem em doenças.

Se beber, evite os destilados
Para levar um 2016 com mais saúde e disposição, a bebida, principalmente em excesso, também devem ser evitada. Mas, se parar de beber não é uma opção, as nutricionistas Maria Luiza Santomauro Vaz e Marcia Cristina Basilio afirmam que a melhor escolha são as bebidas não destiladas. Em vez de vodca ou cachaça, melhor tomar uma taça de vinho ou um copo de cerveja.

Tomar mais água
O verão é uma boa época para começar esse hábito recomendado pelas nutricionistas. Para saber quanto é suficiente, basta fazer as contas: de 30 a 40ml de água para cada quilo de peso. Se a pessoa pesa 70 quilos, por exemplo, a quantidade ideal de água ingerida por dia é, no mínimo, 2 litros e 100ml. Elas também recomendam atenção ao consumo de refrigerantes e sucos adoçados com açúcar, lembrando que, mesmo os naturais são fontes de calorias.

Fracionar as refeições
As tradicionais três refeições diárias não são o melhor caminho para uma vida saudável. Segundo as nutricionistas Maria Luiza e Marcia Cristina, e o médico Carlos Pastore, ter cinco ou seis refeições por dia é o melhor.
Para não exagerar na dose, eles indicam um intervalo de três horas entre as refeições, sempre optando por alimentos leve e ricos em nutrientes e fibras, como frutas, ingredientes integrais e barras de cereal. Isso ajuda a diminuir a fome, a prevenir doenças e, de quebra, a perder os quilos a mais adquiridos nas férias de fim de ano.


Reduzir sal, gordura e açúcares
Outro hábito que vale a pena adotar em 2016 é reduzir o consumo de alimentos industrializados ricos em sódio, açúcares e gordura. Mesmo com a tentação, as nutricionistas apontam ervas frescas e especiarias para temperar as refeições, chocolate com 70% de cacau para substituir o chocolate ao leite e o branco, e frozen iogurte no lugar do sorvete. Assim, o sabor não sai prejudicado e a saúde vai melhorar.
No restaurante self-service ou preparando uma receita em casa, também vale a pena fazer pratos mais coloridos e mais nutritivos, que são, ao mesmo tempo, saborosos e saudáveis.

Fazer um exercício de postura
Em um tempo em que as pessoas ficam cada vez mais sentadas e mais sedentárias, o médico Carlos Pastore afirma que, além do exercício físico regular, é importante adotar um exercício de postura, com o pilates. “A gente tem que pensar que vai viver muito, então é bom fazer um exercício que faz a articulação funcionar, que mantém a postura, reduz as dores nas costas”, diz.

Fazer um check-up anual
As férias de verão não servem apenas para descansar. Para o cardiologista, essa é uma boa época para começar a fazer um check-up anual. Apesar do tempo gasto com os exames, eles servem para descobrir problemas escondidos e prevenir doenças que podem causar grandes preocupações se não tratadas antecipadamente.

Fonte: Exame


Topo