Alimentos aliados da saúde do fígado

Alimentos aliados da saúde do fígado
Alimentos aliados da saúde do fígado
Alimentos aliados da saúde do fígado, são aqueles que ajudam a proteger este que é um dos órgãos mais importantes do corpo humano.

O fígado é o órgão do nosso corpo responsável por processar através de funções químicas e metabólicas, a desintoxicação do organismo, eliminando substâncias tóxicas químicas e ambientais que possam afetar o correto funcionamento do organismo.

Nosso corpo pode funcionar mesmo se apenas um quarto do fígado estiver saudável o suficiente para desempenhar o seu papel. 


Diferentemente de outros órgãos, mesmo após lesões graves, o fígado é capaz de se regenerar. Mais se ficar seriamente comprometido o resultado pode ser fatal.


Nesta apresentação estão os principais sinais e sintomas de problemas no fígado para ajudar a entender melhor o que causa e o que é possível fazer para auxiliar no tratamento para problemas no fígado. 


Doenças do fígado são comuns, mas os especialistas acreditam que podem ser prevenidas ao se dar especial atenção à alimentação e a higiene. Então procuramos elencar aqui alimentos que são essenciais para a manutenção saudável do fígado.

São os alimentos aliados da saúde do fígado:

Abacate
O consumo de abacate ajuda a manter o fígado saudável, graças a uma substância chamada glutationa, que é um poderoso antioxidante, que pode oferecer proteção contra diversos tipos de câncer.

Alcachofra
A alcachofra contém um ácio orgânico chamado de cinarina, que acredita-se seja responsável por melhorar a função hepática e reduzir os níveis de colesterol no sangue.

Alho

Mesmo sendo um problema para o hálito, o alho é um dos melhores alimentos para o fígado. Ricos em alicina e ajoeno, componentes que facilitam a liberação de toxinas, ajudam o fígado a trabalhar melhor.

Beterraba 

A beterraba é rica em nutrientes, como vitaminas A, B e C, além de boa quantidade de flavonoides e betacaroteno. A combinação de seus nutrientes ajudam a tratar os desarranjos do baço e do fígado.

Boldo

Tomar chá de boldo ou mastigar a folha, pode ajudar na proteção do fígado. Ele é importante por estimular a bile, auxiliando no tratamento digestivo.

Cenoura

Excelente fonte de betacaroteno, fibras e potássio, a cenoura ajuda na purificação da bílis, fazendo assim o fígado e os rins funcionarem melhor.


Cereais integrais
Os cereais integrais como o arroz integral e o trigo integral, são muito importantes para a saúde em geral, mas principalmente para ajudar a descongestionar o fígado e metabolizar as gorduras que se encontram no organismo.

Chá verde
O chá verde é rico em catequinas que são responsáveis por melhorar as funções do fígado promovendo a boa saúde em geral.

Maçãs
As pectinas e outros componentes da maçã ajudam efetivamente a eliminar as toxinas que se pode encontrar no trato digestivo, esta tarefa facilita ao fígado seu trabalho de limpeza.


Contém grande quantidade de vitamina C, e de sais minerais. Além disso possuem flavonóides, agentes antioxidantes que protegem o fígado, combatem a diabetes e vários tipos de câncer.

Indicado contra icterícia (doença do fígado que deixa a pele amarelada), problemas do estômago, como dores e má digestão, complicações intestinais, como excesso de gases, cólicas e diarréias, problemas de bexiga e distúrbios do aparelho urinário. 

Vegetais crucíferos 
Estas verduras, como o brócolis e a couve-flor, aumentam a produção de enzimas naturais do fígado, que têm a capacidade de eliminar algumas substâncias cancerígenas encontradas no organismo. Os glucosinolatos que se encontram nestas verduras reduzem em grande parte as possibilidades de chegar a desenvolver algum tipo de câncer.

Vegetais de folhas verdes
Em geral todas as verduras de folhas verdes são excelentes para limpar o fígado. Elas ajudam a eliminar as toxinas que se encontram no sangue absorvendo-as, graças ao alto teor de clorofila. 


Alimentos aliados da saúde dos olhos

Alimentos aliados da saúde da visão
Alimentos aliados da saúde dos olhos

Nossos olhos são um dos bens mais preciosos que temos, para cuidar deste bem tão precioso, elencamos alguns alimentos aliados da saúde dos olhos.

Segundo a Agência Internacional de Prevenção à Cegueira, órgão associado à Organização Mundial da Saúde (OMS), no Brasil uma pessoa com mais de 80 anos aumenta em até 30% o risco de ficar cega. Além disso, mais de 100 mil crianças brasileiras possuem algum tipo de deficiência visual.

A natureza é rica, uma verdadeira fonte de vida, e a alimentação é chave para deixar nossa saúde em dia.

Segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia, vários estudos já comprovaram que a escolha correta de alguns nutrientes pode prevenir o aparecimento de doenças oculares, como a degeneração macular e olho seco, por exemplo.



Vejam a lista de produtos elencados pelos especialistas que contribuem para a preservar a saúde dos olhos:
Alimentos aliados da saúde da visão
Ovos:
É indicado por ser fonte de luteína e zeaxantina, auxiliares na prevenção da evolução da degeneração macular.
Laranja:
É rica em carotenoides, nutrientes aliados da saúde ocular, que previnem um tipo de cegueira noturna
São excelentes fontes de antioxidantes (como ômega 3) que ajudam a combater a formação de radicais livres prejudiciais aos olhos.

Assistam este vídeo com receita usando alimentos aliados dos olhos, são dicas deliciosas!

Cenoura: 
É rica em carotenoides, nutrientes aliados da saúde ocular, que previnem um tipo de cegueira noturna.
Linhaça:
Fonte de vitamina E e de ômega 3, 6 e 9, todos de extrema importância para tratamento do olho seco, uma alteração comum e desconfortável
Mamão:
Rico em carotenoides, nutrientes aliados da saúde ocular, que previnem um tipo de cegueira noturna.

Maçã:
A maçã é fonte de vitamina A, rica em fibras, que ajudam no processo digestivo e em pectina. Graças a estas fontes a maçã torna a absorção de glicose menos eficiente, evitando que ocorra o aumento rápido da glicemia. Isto é bom para os diabéticos, que correm maior risco de problemas nos olhos.

Vegetais verde escuros
A ingestão de vegetais verdes escuros é indicada, pois eles fornecem vitaminas benéficas para a retina, principalmente o betacaroteno, precursor da vitamina A.

Além de se alimentar bem, realize consultas oftalmológicas regularmente. O médico irá avaliar a qualidade da visão e as condições oculares, além de atualizar o grau dos óculos, se necessário. Exames para analisar a pressão intraocular e a retina devem ser feitos periodicamente.


Câncer de Mama - Menina de 8 anos é diagnosticada com a doença

Com apenas oito anos de idade, uma garota da cidade de Utah, nos Estados Unidos, foi diagnosticada como a pessoa mais jovem a ter câncer de mama.

O mês de outubro acabou, mais uma vez alarmando todas as mulheres à realização do auto-exame como forma de prevenção a possível câncer de mama. 

No entanto, nesta semana, um caso da doença chocou o mundo, já que acometeu uma pessoa que não faz nem mesmo parte do público que usualmente desenvolve o problema de saúde. 

De acordo com um documento do Jornal Internacional de Cirurgia Pediátrica, publicado pela ABC news, Chrissy Turner desenvolveu um raro tipo da doença, o carcinoma secretor da mama, que afeta apenas uma em um milhão de pessoas. Em adultos, já é uma manifestação incomum, porém em uma criança é ainda mais.

De acordo com Annette Turner, mãe da menina, ela contou estar assustada com um caroço que apareceu em seu peito. "Ele está aqui faz algum tempo", comentou a pequena ao contar a Annete sobre o incômodo. Após o relato, ela levou Chrissy rapidamente ao médico para verificiar qual era o problema.

"Eu fiquei em choque", confessou a mulher a respeito do diagnóstico que foi dado no último dia 9 de novembro. "Nenhuma criança jamais deveria ter que passar por esta doença", completou. 

Anteriormente ao susto dado na família, Annette Turner descobriu um câncer cervical e seu marido com uma doença linfática. "Eu fiquei um pouco asssustada ao descobrir o que era", observou a menina.

Apesar da ocorrência bastante rara, médicos do Hospital Primário Infantil, de Salt Lake City, disseram estar confiantes a respeito da retirada do tumor."Chrissy precisará passar por uma masectomia simples para tirar todo o tecido que representa risco de retorno da doença", disse o médico Brian Bucher, responsável pelo caso.

Eles estão confiantes em relação à cura. Enquanto isso, a família está angariando fundos na internet para colaborar com o financiamento do tratamento.

Fonte: br.noticias.yahoo.com

Óleo de cártamo - Benefícios a saúde

aliados da saúde
Óleo de cártamo - Benefícios a saúde

Os benefícios do óleo de Cártamo são muitos, especialmente para beleza e saúde, principalmente nas dietas de emagrecimento e diminuição do colesterol.

O óleo de cártamo é extraído de uma flor da planta Cártamo e é composto por ácidos graxos saturados palmítico e esteárico, e os ácidos insaturados oleico (ômega 9) e linoleico (ômega 6), considerados gorduras boas ao nosso organismo por conta dos benefícios que podem proporcionar, como controle do colesterol e triglicérides no sangue.


O óleo de Cártamo além do tratamento corporal, para estética e saúde, também é usado em cosméticos, indústria bioquímica, corantes com as flores, produção do biodiesel, e na alimentação.

Mais quais os benefícios do óleo de cártamo?


Como já foi citado, o óleo de cártamo é rico em “gorduras do bem”, elas não são vilãs na dieta e podem ser consumidas, uma vez que o corpo precisa delas até mesmo para produzir alguns hormônios, equilibrar os níveis de colesterol no sangue e muitos outros benefícios. 

O óleo de cártamo contém aproximadamente de 71 a 75% de ácido linoleico (ômega 6) e de 16 a 20% de ácido oleico (ômega 9), consideradas gorduras essenciais, já que não podem ser produzidas pelo nosso organismo, mas que são fundamentais para o seu bom funcionamento. Além disso, contém também proteínas, minerais e vitaminas, principalmente vitamina E, garantindo ainda mais benefícios.

A questão se óleo de cártamo faz mal à saúde é simples, todo alimento consumido em excesso, por melhor que seja, poderá sim trazer danos. Moderação e bom senso são chaves importantes em uma boa alimentação. Confira logo abaixo os efeitos do óleo de cártamo!

Óleo de cártamo, para que serve? 

O óleo de cártamo pode apresentar diversos benefícios à nossa saúde que vão além da pergunta - óleo de cártamo emagrece?

O óleo de cártamo pode sim favorecer o emagrecimento. Como o óleo de cártamo é termogênico, ele propicia maior aceleração do metabolismo e consequentemente favorece a queima de gordura, que é fundamental no emagrecimento. O óleo de cártamo também aumenta os níveis do hormônio adiponectina, que em níveis baixos contribuem no combate a obesidade.

As propriedades antioxidantes do óleo de cártamo auxiliam no processo de desintoxicação do organismo, promovendo maior absorção de nutrientes e melhora do funcionamento intestinal. 



Porém, não faz milagre e para potencializar o seu efeito o ideal é que o uso de óleo de cártamo esteja associado à alimentação balanceada e à prática de atividade física.

Verifique abaixo alguns benefícios que tem sido são demonstrados em pesquisas científicas: 

Combate ao colesterol alto:
  • um estudo publicado no The American Journal of Clinical Nutrition observou redução dos níveis de colesterol numa média de 12 a 20%, foi um resultado muito animador! Possivelmente isto ocorre devido ao ômega 9 presente no óleo de cártamo. 
Redução dos níveis de triglicerídeos: 
  • há estudos que evidenciaram redução dos níveis de triglicerídeos e também da redução da circunferência abdominal, inclusive em mulheres
Possui ação antioxidante: 
  • a vitamina E presente no óleo de cártamo tem propriedades protetoras do envelhecimento celular, contribuindo com a neutralização dos radicais livres, elementos tóxicos e prejudiciais ao corpo.
Combate a celulite:
  • ajuda a prevenir e tratar as temidas celulites, justamente por sua ação antioxidante. 
Possui ação termogênica: 
  • ajuda a acelerar o metabolismo, favorecendo a queima de gorduras. 
Bom para quem tem diabetes: 
  • ajuda a diminuir a glicose de jejum e aumenta os níveis de adiponectina, um hormônio relacionado com a melhora da sensibilidade à insulina (transportador de glicose para dentro das células). Em todo caso, consulte um médico ou nutricionista antes de iniciar o consumo. 
Como utilizar o óleo de cártamo diretamente na alimentação! 

O ideal é que utilize o óleo de cártamo em temperatura ambiente, isso evitará a formação de substâncias tóxicas que são criadas em temperaturas mais elevadas, além do mais, o óleo de cártamo é um pouco mais caro e utilizá-lo para o dia a dia em preparações quentes não seria muito viável financeiramente. Para preparações quentes é mais indicado consumir o azeite de oliva.

Há diversas formas de comercialização do óleo de cártamo, as principais são: cápsulas de óleo de cártamo, óleo de cártamo vitamina E e também o óleo de cártamo vendido em garrafa para utilizar como azeite.

Caso prefira consumir óleo de cártamo em cápsulas, siga as recomendações do rótulo, mas lembre-se! Consulte um nutricionista para ajustes e adequações individuais.

Quando consumido de forma adequada, o óleo de cártamo não possui efeitos colaterais, muito pelo contrário, o consumo moderado de óleo de cártamo pode promover muitos benefícios, como os citados acima.

Assim como toda gordura, o óleo de cártamo é rico em calorias e o seu consumo deve ser moderado. O ideal é substituir o óleo ou azeite que já utiliza para regar a salada pelo óleo de cártamo.


Fonte: natue.com.br / pt.wikipedia.org


O Poder Medicinal da Marapuama - Viagra do Norte

O Poder Medicinal da Marapuama - Viagra do Norte

Marapuama é uma planta medicinal originária da Amazônia, muito conhecida pelas suas propriedades afrodisíacas e energéticas.

Considerada um afrodisíaco natural, suas cascas e raízes  são usadas no tratamento da impotência sexual e problemas de disfunção erétil, sendo também indicada para combater fadiga, stress, depressão e perda de memória. 

Na estética, o seu extrato combinado com a catuaba tem sido usado no tratamento da celulite.


A Marapuama é muito utilizada, principalmente no Norte e Nordeste brasileiro em conjunto com a catuaba e o ginseng para aumentar a libido.


Benefícios da Marapuama
  • Aumenta a libido;
  • Combate a impotência sexual;
  • Melhora o funcionamento do cérebro, ajudando a memória;
  • Tem propriedades antidepressivas;
  • Fortalece o sistema imunológico;
  • É um tônico-estimulante, aumentando a energia e combatendo a fadiga;
  • Extratos combinados de marapuama e catuaba combatem a celulite, melhorando a circulação da pele e a drenagem linfática.

Indicações da Marapuama

  • Impotência sexual
  • Reumatismos;
  • Depressão;
  • Paralisias parciais
  • Distúrbios intestinais;
  • Fraqueza;
  • Gripe;
  • Beribéri;
  • Tônico para os nervos e músculos
  • Cansaço mental.
No Norte e Nordeste do Brasil é bastante comum encontrar nas feiras livres, o "preparado" (infusão da marapuama com catuaba e ginseng) já pronto, chamado de "garrafada"

No restante do país é comum encontrar em lojas especializadas, nas formas de extrato e em pó, além de cápsulas. Sem falar na bebida alcoólica, encontrada em todo o Brasil.

O consumo da Marapuama é contra-indicado para grávidas, e para portadores de hipertensão crônica ou problemas cardíacos (assim como o viagra).





Alimentação Saudável - Princípios para uma boa alimentação

aliados da saúde
Alimentação Saudável - Princípios para uma boa alimentação

Os princípios gerais de uma boa alimentação.

Para uma dieta ser considerada saudável, equilibrada e nutritiva, cinco características principais devem ser atendidas. São elas:

1) Adequação: 
A alimentação deve ser apropriada às diferentes fases e condições de vida, às atividades, às circunstâncias fisiológicas e de doenças.

Cursos Online na Área de Saúde2) Qualidade: 
Deve conter variedade de alimentos que satisfaça todas as necessidades do corpo. Os alimentos devem ser nutritivos e não apenas conterem calorias vazias.

3) Quantidade:
Deve ser suficiente para atender o organismo em todas as suas necessidades.

4) Harmonia: 
É o equilíbrio entre os nutrientes, em relação á quantidade e qualidade.

5) Variedade: 
Fornecer uma ampla seleção de alimentos diariamente, pois os alimentos são diferentes, apresentando diferentes nutrientes.

Afim de garantir o atendimento das características acima, os profissionais de nutrição criaram a pirâmide alimentar.

Alimentação Saudável - Princípios para uma boa alimentação
Pirâmide Alimentar
Pirâmide Alimentar é um instrumento, sob a forma gráfica, que tem como objetivo orientar as pessoas para uma dieta mais saudável. É um guia alimentar geral que demonstra como deve ser a alimentação diária para uma população saudável, acima de 2 anos de idade.
Cada parte da pirâmide representa um grupo de alimentos e o número de porções recomendadas diariamente. Na alimentação diária devemos incluir sempre todos os grupos recomendados para garantir os nutrientes que o nosso organismo necessita. Os alimentos que precisam ser consumidos numa quantidade maior estão na base da pirâmide e os que precisam ser consumidos em menor quantidade estão no topo da pirâmide.

Para sabermos o número correto de porções diárias a serem ingeridas de cada grupo de alimentos, é necessário observar as calorias diárias que cada indivíduo necessita.

Portanto, é necessário que o profissional da área de nutrição planeje o programa alimentar, pois este varia conforme sexo, peso, idade, altura e necessidades individuais. Em média, a maioria dos indivíduos necessita de, pelo menos, um número mínimo de porções dentro das variações recomendadas.

Principais nutrientes de cada grupo alimentar:

- Pães, arroz, cereais, massas: carboidratos complexos (vitaminas do complexo B e fibras);
- Hortaliças e vegetais (vitamina A, vitamina C, folato, ferro, fibras);
- Frutas (vitamina A, vitamina C, potássio, folato, ferro, fibras);
- Leite, iogurtes e queijos (cálcio, proteína, vitamina A, vitamina D);
- Carnes, aves, peixes, ovos, feijão, nozes (ferro, zinco, vitaminas do complexo B, proteínas);
- Gorduras, óleos e açúcares (vitamina E, ácidos graxos essenciais, carboidratos, porém são ricos em calorias e devem ser utilizados esporadicamente).

Veja a seguir as porções recomendadas para cada grupo da pirâmide:

Na base da pirâmide, encontramos os alimentos ricos em carboidratos como massas, pães, cereais e arroz. Por estarem no maior grupo, devem ser consumidos em maiores quantidades durante o dia. 

Em seguida, encontramos o grupo das frutas, verduras e legumes que fornecem vitaminas, minerais e fibras para o nosso corpo. Consumir de 3 a 5 porções por dia.

No terceiro nível da pirâmide, estão os alimentos de fontes de proteínas e minerais como carnes, leguminosas, leite e derivados. 

No topo da pirâmide estão representados os alimentos que devem ser consumidos com moderação, pois além de calóricos, podem levar á obesidade, doenças cardiovasculares, diabetes e outras enfermidades. Neste grupo estão os doces, açúcares, óleos e gorduras.

Fonte: Portal Só Nutrição




Comer fora de casa - Dicas para não fugir da dieta

Comer fora de casa - Dicas para não fugir da dieta
Comer fora de casa - Dicas para não fugir da dieta

Dicas para manter uma alimentação saudável, mesmo comendo fora de casa

Quando for comer fora, mantenha o mesmo cuidado que você toma ao preparar suas próprias refeições.


Quando estamos de dieta, seja para emagrecer, tratamento de doenças ou mesmo por opção por uma melhor qualidade de vida, sempre ficamos com o "pé atrás" na hora de comer fora. Mais é perfeitamente possível mantermos uma disciplina alimentar, mesmo comendo fora, confiram.




Confira algumas dicas na hora de escolher seu prato, e aproveite!


aliados da saúde

Saladas:
Use molhos à base de azeite de oliva e vinagre 

Pães:
Use halvarina (margarina mais cremosa) no lugar da manteiga

Aves:
Escolha aves somente cozidas ou grelhadas, e com a pele previamente retiradas

Carnes:
Dê preferência a carnes magras, e se puder, peça que a gordura aparente seja retirada antes do preparo.

Hambúrguer (por quê não?)
Evite molhos a base de queijo ou maionese, peça para substituir por alface e tomate, cebola, rúcula...


aliados da saúde
Peixes:
Escolha filés cozidos ou ensopados. Se preferir grelhado, cuidado para não ficar "torrado"

Massas:
Escolha molhos de tomate. Evite carnes gordas, salsichas, molho branco e a base de queijos

Pizza:
Prefira as de vegetais ao invés das de muzarela, calabresa ou catupiry

Batata:
Evite as fritas, e as com coberturas ou recheios de manteiga e requeijão
aliados da saúde

Vegetais:
Consuma à vontade, crus ou cozidos

Sobremesas:
Prefira fruta frescas da época, são as mais saborosas

Leite e derivados:
Use leite desnatado, queijo branco, magro ou cottage


E no geral, nada de refrigerantes. Se beber, beba com moderação. 
Evite o consumo exagerado de café e chá-mate, substituindo por chá preto ou de ervas.


Gastrite - Dicas para tratar e prevenir

aliados da saúde
Gastrite - Dicas para tratar e prevenir

Tecnicamente falando, a Gastrite é a inflamação aguda ou crônica da mucosa que reveste as paredes internas do estômago.

Também pode ser definida assim: 
"Aquela dor no estômago que não passa, que comendo ou não aparece e acaba com o dia." Esta descrição é bastante comum para quem sofre de gastrite . 
A comida, a bebida, o trabalho e até os pensamentos podem piorar ou melhorar os sintomas da gastrite. Confira dicas para passar pelas crises de gastrite e evitá-las:

Faça refeições balanceadas

Cuidar da alimentação sempre é muito importante, mas para quem tem gastrite é essencial, uma vez que os alimentos e a dieta balanceada são importantes para evitar complicações graves. "A gastrite pode piorar para uma forma erosiva, ulcerada, causando sangramento do estômago - com vômitos sanguinolentos - e até perfuração do estômago", diz André Ibrahim David, coordenador do Núcleo de Gastroenterologia do Hospital Samaritano de São Paulo. Logo, a dieta balanceada funciona para que não se sobrecarregue o estômago de nenhuma maneira.
Abuse de alimentos que ajudam na digestão
Os alimentos que são mais facilmente digeridos pelo estômago ajudam indiretamente no tratamento da gastrite, "uma vez que eles aumentam o PH do estômago, diminuem a acidez gástrica e não forçam o estômago a trabalhar muito", explica o gastroenterologista David. Dentre os alimentos que ajudam na digestão estão as frutas não ácidas, como a laranja lima, banana, maçã, mamão e pera, uma salada leve e sem muito tempero, couve, iogurte desnatado com probióticos, biomassa de banana verde, carnes magras, como as de peixe e frango e, no caso da carne vermelha, que esteja sem a capa de gordura e com poucas enervações. Outra dica é "tomar chá de alecrim ou hortelã 30 minutos antes de dormir, pois eles diminuem a acidez e a azia, ajudando na digestão; e o suco de aloe vera, que tem alto poder cicatrizante, ou seja, se a pessoa tem uma ferida ou úlcera estomacal ele ajuda a cicatrizar", diz Marcela Voris, médica nutróloga da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN). Lembre-se que é preciso comer a cada três horas para não ocasionar a piora dos sintomas.
Selecionar os temperos
O excesso de sal está relacionado a diversos problemas de saúde, como a hipertensão e a retenção hídrica que, na "questão da digestão, aumenta o estimulo do esfíncter esofagiano, fazendo com que se tenha mais azia e queimação, o que podem piorar os sintomas da gastrite", explica Marcela. A especialista recomenda fazer um tempero verde, uma mistura de salsinha e cebolinha com sal light - que tem uma quantidade reduzida de sódio. Também pode usar o sal iodado e o sal rosa, que em menores quantidades salgam mais o alimento, em comparação com o sal convencional. Já os temperos apimentados devem ser evitados uma vez que eles, sendo termogênicos, estimulam a mucosa gástrica, o que pode causar irritabilidade.
Atenção no preparo das carnes
As carnes normalmente demoram para serem digeridas, fazendo com que o esvaziamento gástrico fique mais lento, o que pode acabar piorando os sintomas da gastrite. Por isso, vale a dica dos especialistas de escolher sempre carnes magras, com poucas gorduras, e prepará-las grelhadas, cozidas ou assadas - jamais fritas. Também prefira as versões sem molhos ou óleos para ajudar na digestão. Além disso, "mastigar bem a carne, comer devagar, é essencial para facilitar o trabalho do estômago e ajudar no esvaziamento gástrico", diz o gastroenterologista David.
Cuidado com o Leite
O leite, principalmente a versão integral, é uma verdadeira armadilha para quem tem gastrite. "Ele dá uma sensação de melhora no momento que você toma, mas como o leite é muito rico em cálcio, acaba estimulando a produção de ácido do estômago e com isso o paciente tem uma piora depois de ter melhorado um pouco", afirma David. Os sintomas podem aparecer com qualquer quantidade de leite porque, dependendo do grau da gastrite, mesmo uma pequena porção pode desencadear os sintomas.


Medicamentos x Automedicação
A medicação para gastrite deve ser indicada após o diagnóstico do problema, que é feito pela história e quadro clínico, exame físico e confirmado por endoscopia. "O tratamento dura de dois a três meses, dependendo do grau da gastrite, e o remédio pode ser administrado de uma a duas vezes por dia. Depois deste período, o médico poderá solicitar uma nova endoscopia e recomendar que o paciente utilize uma dose menor da medicação, para manutenção", afirma David. Além disso, durante a endoscopia será investigada a presença de uma bactéria, a Helicobacter pylori, pois ela está relacionada à formação de úlceras estomacais e precisa ser tratada com antibióticos. "É importante lembrar que a gastrite é uma lesão prévia e eventual que se persistir pode virar uma úlcera", alerta o gastroenterologista. E justamente por isso a automedicação é tão perigosa, por mascarar os sintomas de um paciente que pode ter uma úlcera. "Por vezes é necessário fazer uma biópsia nesta úlcera, pois ela pode ser um tumor, que precisa de tratamento cirúrgico e, se não tratado, pode ter complicações como a metástase", completa.
Pratique exercícios para aliviar o estresse
O estresse é um importante fator desencadeante da gastrite. Contudo, 30 minutos de exercícios três vezes por semana já são suficientes para verificar os benefícios na redução do estresse.
"Segundo estudo realizado por pesquisadores da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de Maryland, o exercício moderado ajuda as pessoas a lidar com a ansiedade e estresse por um longo período de tempo pós-treino, ajudando a amortecer os efeitos da exposição emocional. Ou seja, se você se exercita, não irá somente reduzir a ansiedade, mas terá mais condições de controlá-la quando confrontado com eventos que causam estresse", explica o psiquiatra Pérsio Gomes de Deus. De acordo com o especialista, os exercícios aeróbicos são os melhores para se espantar a tensão, mas é muito importante ter uma avaliação médica das condições cardiopulmonares e osteo-musculares antes de começar as atividades.

Fontes: Natue / Hospital Albert Einstein / Md Saúde


Celulite - Dicas para prevenir a "casca de laranja"

aliados da saúde

Celulite - Normalmente quando o verão se aproxima, a nossa briga com a “casca de laranja” recomeça. 

Sim, a celulite incomoda muita gente. A celulite, na verdade, é a inflamação das células de gordura e surge quando ganhamos muito peso, aumentando a gordura localizada. 

Infelizmente, ainda não existe um tratamento capaz de eliminar a celulite 100%, mas calma, não desanime. Os tratamentos para celulite estão apresentando resultados cada vez melhores, mas claro, precisamos dar uma ajudinha também, principalmente revendo nossos hábitos, como por exemplo:



Alimentação anti-celulite: 

Evitar refrigerantes, excesso de açúcar, sal, café, álcool, e sopas enlatadas.
Consumir carnes magras, abacate, azeite de oliva, peixes, feijão e outras leguminosas, frutas cítricas, abacaxi e mamão, e principalmente, beber muita água.

aliados da saúde

Enfim, alimentos que contenham vitaminas, aminoácidos, gorduras boas e proteínas, que ajudam a reparar o tecido da nossa pele e a combater a retenção de líquidos, estimulando a produção de colágeno.

Dizer adeus ao sedentarismo: 

Praticar atividades físicas é muito importante para queimar calorias e evitar o acúmulo de gorduras. Vale fazer academia, caminhar, nadar, dançar, pedalar, enfim, escolha a atividade que você mais gosta e se mexa!

Cuidar do emocional: 

O estresse é craque em desequilibrar o nosso organismo e diminuir nossa vontade de fazer exercícios, sem falar que acabamos descontando tudo na alimentação. Por isso, é importante que procuremos nos divertir, relaxar e renovar as energias.

Adotar hábitos saudáveis:

Hidratar o nosso corpo: temos que beber muita água, de 2 a 3 litros por dia. Mas não adianta beber tudo de uma só vez, tem que ser ao longo do dia, assim estimulamos a função renal e eliminamos toxinas.

Não fumar e evitar usar roupas muito apertadas.

Praticar alguma atividade física


Suplementos anti-celulite

Agora as mulheres já dispõem também de um arsenal de suplementos, chamados especificamente de nutri-cosméticos para celulite, ou seja, um anti-celulite em cápsula. São suplementos compostos de vitaminas, minerais, óleos funcionais, extratos vegetais, colágeno hidrolisado, entre outros ingredientes ativos, que ajudam a eliminar a celulite.

Seus ingredientes ativos contribuem para:

  • produção natural de colágeno, 
  • importante para combater a flacidez; 
  • tem ação anti-inflamatória; 
  • melhoram a microcirculação; 
  • favorecem a drenagem linfática, eliminando a retenção de líquidos; 
  • estimulam a queima de gorduras, favorecendo para a eliminação das gorduras localizadas. 
Todos esses fatores contribuem para a melhora da celulite.

Quando o assunto é celulite, é preciso fazer um trabalho em conjunto para se livrar desse tormento. Nem mesmo os tratamentos estéticos funcionam sozinho. Portanto, é preciso combinar mais de uma forma de tratamento para funcionar: nutricosméticos, uso tópico de cremes e óleos para massagem, entre outros tratamentos estéticos.

Lembrando que uma dieta anti-celulite e exercícios físicos para a região afetada devem sempre  fazer parte do tratamento.

Receita para amenizar a celulite
+ Suchá anti-celulite

- 1 xícara (chá) de infusão de chá vermelho
- 1 fatia grossa de abacaxi
- 1 maçã
- 5 morangos picados
- 1 fatia de gengibre
Folhas de hortelã e gelo a gosto
Preparo:
Bata todos os ingredientes no liquidificador e consuma em seguida.




Impotência sexual - Números no Brasil

aliados da saude


A disfunção erétil (DE) é definida como incapacidade persistente de obter ou manter uma ereção satisfatória para a atividade sexual.

Pelo menos 59% dos brasileiros já falharam na cama. Destes, 12% têm problemas de ereção frequentemente. Os dados são da pesquisa “De volta ao controle”, feita pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância de tratar a disfunção erétil. 


Segundo o estudo, metade dos homens apresenta dificuldade de sustentar o ato sexual ao menos uma vez a cada seis meses.



A disfunção erétil afeta a autoestima e a qualidade de vida do casal. E já que é uma doença e tem tratamento, por que não tratar? — questiona o urologista Antonio de Moraes Junior, membro da SBU.

Assistam este pequeno vídeo (não é propaganda) com uma rápida explicação




De acordo com o médico, quase metade dos homens acima dos 40 anos tem algum grau do problema (leve, moderado ou severo). Nessa faixa etária, a principal causa é orgânica (doenças vasculares ou neurológicas, uso de medicamentos e deficiência hormonal).

Nos mais jovens, a disfunção erétil costuma ter origem psicológica.

Apesar de ser muito comum entre a maioria dos homens em algum momento da vida, a disfunção atinge com uma frequência maior as pessoas com diabetes – e pode manifestar-se 5 a 10 anos mais cedo. Estudos internacionais apontaram que 50% dos homens relatarão algum episódio de DE nos seis primeiros meses após o diagnóstico de diabetes. Mesmo assim, a DE pode ser bem controlada em quase todos os homens portadores da doença.

A primeira terapia é feita com medicamentos orais, que aumentam o fluxo sanguíneo para o pênis. Eles podem ser usados de forma segura na maioria dos homens, inclusive nos portadores de diabetes, mas não são indicados para homens com algumas condições cardíacas específicas. É importante ter orientação e acompanhamento médico para uso seguro e bem indicados essas medicações.

Injeções aplicadas no pênis são a segunda opção. Para 11 milhões de brasileiros, que têm a forma moderada ou grave da doença, o tratamento eficaz é o implante de próteses penianas, que simulam a ereção natural.

Ter hábitos de vida saudáveis é a melhor maneira de prevenir a disfunção erétil.


Topo