Estresse e depressão - Dicas para lidar com eles

Estresse e depressão - Dicas para lidar com eles
Estresse e depressão - Dicas para lidar com eles
O estresse é um dos males da vida moderna. O nosso corpo é preparado para reagir prontamente a situações de emergência e perigo, a partir de adaptações como aumento da pressão arterial, hormônios (adrenalina) e frequência cardíaca.

O estresse pode ter seu lado bom, pois nos estimula a conseguir suportar desafios.
Entretanto, pode ser ruim quando a resposta do corpo é estimulada de forma exagerada e diária. 

A pessoa estressada pode recorrer ao fumo, alimentos inadequados, bebidas alcoólicas e outros hábitos de vida inadequados para suportar o estresse, ocasionando prejuízos à saúde e ao coração. 

Da mesma forma, quando deprimido, o indivíduo perde o sentido pela vida e os sintomas de angústia, ansiedade, fadiga e irritabilidade podem predispor a hábitos inadequados piorando os riscos de desenvolver uma doença cardiovascular. O tratamento com médico, psicólogo e com medicações apropriadas é fundamental.


O funcionamento psicológico tem papel importante na geração do estresse. As pessoas
que estão mais predispostas são aquelas que:

•Precisam ter tudo sob seu controle
•São intolerantes à frustração
•São altamente exigentes consigo próprias e com os outros
•São inflexíveis

Temos duas maneiras de lidar com o estresse: evitá-lo ou neutralizar seu impacto
estressante.

Identificar o que está estressando é o primeiro passo para verificar se é possível
eliminá-lo. Por exemplo: estou impaciente na fila do caixa do supermercado não por estar
apressado, mas por não gostar de ir ao supermercado. Não posso fazer as compras via
internet ou dar esta tarefa para alguém?

Quando é impossível eliminar o fator estressor, a alternativa é fazer com que ele perca a
condição de ameaçador. Como?

•Encarando as dificuldades e os imprevistos como parte da vida
•Sendo mais flexível e menos exigente consigo próprio e com os outros
•Reconhecendo e aceitando seus limites e dificuldades (pois todos nós temos)
•Estabelecendo prioridades já que ninguém é capaz de dar conta de tudo sozinho

Mas, alguns não conseguem lidar com suas dificuldades e esta maneira de encarar a vida
gera um estresse crônico, que pode culminar na depressão.

O deprimido sofre muito, pois não lida bem com perdas e as mudanças não são aceitas
como parte da vida. A tristeza que naturalmente sente-se frente a uma perda, perpetua-se
e agrava-se no caso do deprimido, diferente de quem aceita a realidade e adapta-se a ela.

Por outro lado, por ser muito exigente consigo própria e inflexível, uma pessoa deprimida tende a ser pessimista e dramatizar as dificuldades.

Em síntese, o deprimido enfrenta um problema querendo que a realidade mude, e não ele. Para lidar com a depressão é preciso criar recursos psicológicos para enfrentar a realidade com menos sofrimento.

Fonte: einstein.br

Topo