Mulheres correm mais risco de morte por diabetes tipo 1


Pesquisadores da Universidade de Queensland (Austrália) alertam que as mulheres com diabetes do tipo 1 devem ter cuidados redobrados com a saúde, em comparação com os homens, com a mesma doença.

Segundo os dados publicados, elas têm 40% mais chances de morrer por qualquer doença, e 50% maior probabilidade de ter complicações cardíacas.

Acidente vascular cerebral (AVC) e doença renal também estão na lista de complicações.

“Os resultados sugerem que as mulheres com diabetes tipo 1 façam um acompanhamento não só para garantir os níveis de açúcar no sangue, assim como para certificar-se sobre outros fatores de risco”, diz a professora de epidemiologia e coordenadora do estudo, Rachel Huxley.

O diabetes do tipo 1 é uma doença autoimune que destrói as células produtoras de insulina no pâncreas. A insulina é um hormônio necessário para converter açúcares, amidos e outros alimentos em energia. Os pacientes com a patologia não produzem insulina que injetam diariamente a quantidade necessária do hormônio.

Aprenda a cuidar melhor da sua saúde - curso online de nutrição - conheça aqui e comece já!

Revista VivaSaúde/ Edição 144

Topo