Uso de Ervas nos Temperos

Uso de ervas e especiarias nos temperos

Não é só nos chás que as ervas podem ser utilizadas. Outra maneira de aproveitar as propriedades terapêuticas de certos ingredientes é como tempero. 

Eles ajudam a ressaltar e modificar o sabor dos alimentos, além de contar com nutrientes importantes e qualidades medicinais. São grandes aliados da saúde!

Por isso, o  uso de ervas para temperar alimentos pode melhorar a digestão, estimular o funcionamento de determinados órgãos, melhorar a imunidade, dentre outros benefícios.

Importante: os brasileiros consomem muito mais sal que o necessário para uma dieta sadia. Uma boa maneira de corrigir esse problema é acrescentar outros condimentos aos alimentos. Assim, o sabor continua bom, mas podemos reduzir a quantidade de sal que, em excesso, traz alguns malefícios à saúde.

Ervas e Especiarias
Como a variedade de ervas e especiarias é grande, vale a pena conhecer as características principais de algumas delas para saber o que usar em casa. Veja a lista:
Açafrão
Tem cor laranja, cheiro bem forte e um sabor levemente amargo. Combina com carnes brancas, como frango e peixe, além de arroz e alguns tipos de massa.
Alecrim
Seu sabor é bastante refrescante o aroma bem marcante. Por isso, deve ser usado em pequenas quantidades no preparo carnes, cozidos, sopas e molhos.


Canela
A canela é extraída da casca de uma árvore chinesa. Seu perfume adocicado e sabor marcante combinam com pães, bolos e biscoitos, além de ressaltar o sabor de doces e frutas.
Cebolinha
A cebolinha é facilmente encontrada em mercados e feiras aqui no Brasil. Ela pode entrar na finalização de diferentes pratos salgados, acrescentando sabor e cor.
Cominho
O cominho é vendido em pó ou sementes. Seu sabor é bem forte, devendo ser usado com moderação. Ele é ótima para temperar o feijão e o picadinho.
Gengibre
A raiz tem um sabor forte, levemente picante. Ela é muita usada na culinária japonesa, mas aqui no Brasil não a consumimos muito. Ele é ideal para dar mais sabor aos doces de compota e dá um sabor exótico à carne de porco.
Hortelã
A hortelã tem cheirinho refrescante e sabor picante. Os árabes a utilizam bastante no preparo de pratos salgados, como quibe e tabule. Também combina muito bem com chocolate.
Louro
As folhas frescas ou secas do louro deixam o feijão com um sabor maravilhoso. Elas também podem ser usadas no preparo de caldos, molhos, ensopados e carnes cozidas.
Manjericão
O par perfeito do manjericão é o tomate. As folhas frescas dão mais sabor às saladas e molhos para massas. Também vai bem com carnes e sopas.
Mostarda
A semente da mostarda é encontrada em dois tipos: clara  e escura. O sabor bem característico do ingrediente ressalta o gosto dos legumes e vegetais. Também pode ser usada em carnes vermelhas e peixe.
Noz Moscada
O aroma adocicado da noz moscada pode ser sentido de longe e seu aroma agrada o paladar. Por isso, ela combina com alimentos cujo sabor seja menos marcante. Batata, hortaliças, ovos e massas são perfeitos para a noz moscada.
Orégano
O orégano está diretamente associado à pizza e outros pratos da culinária italiana. Molhos, marinadas, peixes e aves também harmonizam bem com as folhas frescas ou secas.
Pimenta do Reino
A pimenta do reino está entre as mais usadas na culinária brasileira (ainda que não seja a mais saudável). A pimenta branca combina com pratos mais leves, enquanto a escura, por ter sabor mais forte, combina com carnes.
Salsa
Parceira inseparável da cebolinha no cheiro verde, a salsa ou salsinha, pode ser cozida ou crua. Ela combina com quase todos os pratos salgados.
Tomilho
O tomilho tem folhinhas escuras e bem pequenas. Seu uso é indicado no preparo de carnes, peixes, aves, sopas, molhos, ovos e peixes, mas é bom não exagerar na quantidade.



Relacionadas Para Você
Anterior
« Anterior
Proxima
Proxima »