Chocolate - Benefícios para sua saúde

Chocolate - Benefícios para sua saúde
Chocolate Amargo - Aliado da Saúde do Coração

Pesquisa recente publicada na revista científica International Journal of Cardiovascular Sciences (IJCS), da Sociedade de Cardiologia do Rio de Janeiro (Socerj), mostra que o chocolate amargo traz benefícios a pacientes que sofrem de doenças cardíacas

O Chocolate então prova, mais uma vez, ser um dos aliados da saúde do coração.



O vice-presidente da Socerj, Ricardo Mourilhe, disse que a notícia “é animadora”. Embora a pesquisa esteja ainda em fase inicial, com uma quantidade de pacientes reduzida, ela “abre a perspectiva de novos estudos futuros”, disse.
Segundo Mourilhe, o estudo foi feito em pacientes que estiveram internados entre outubro e dezembro de 2013 no Instituto de Cardiologia de Santa Catarina, ligado à Universidade Federal do estado (UFSC), e demonstra que o chocolate amargo pode trazer efeito benéfico em relação à vasodilatação, similar ao efeito dos medicamentos usados pelos cardiologistas em doentes cardiopatas.

Isso ocorre em função de um composto químico existente no cacau, chamado flavonoide, presente também em alguns vinhos, que tem ação antiinflamatória e antioxidante e, em consequência, tem potencial de ação vasodilatadora.

“Os vasodilatadores são medicamentos que a gente usa normalmente em indivíduos com alguma cardiopatia. Então, se você tem uma substância que pode causar esse benefício, uma forma de transformar o efeito benéfico dessa substância em um medicamento seria produzir essa substância em forma de comprimido e não necessariamente o chocolate, porque ele tem outras substâncias que aumentam o peso”, disse.
O efeito antiinflamatório e antioxidante é semelhante ao efeito dos medicamentos para colesterol, que são as estatinas. Com isso, diminuiria o colesterol ruim e aumentaria o colesterol bom dos pacientes.



“Seria outro efeito benéfico da substância [presente no chocolate amargo]. Por isso, é tão relevante essa descrição, porque abre um leque de oportunidades de desenvolvimento de novos produtos”.

Benefícios funcionais:
Os benefícios funcionais são encontrados apenas nos chocolates que contém 55% ou mais de cacau, teor apenas do chocolate amargo. Ficam excluídos, dessa forma, os chocolates ao leite e branco, pois, além da baixa quantidade de cacau, são ricos em gordura saturada. O Diet, apesar de ter menos açúcar, não é menos gorduroso ou menos calórico. A opção dietética é apenas indicada aos diabéticos, que não podem consumir açúcar.
São encontradas as seguintes substâncias funcionais no chocolate amargo:
  • Flavonóides: presentes em apenas 12 a 18% das sementes de cacau e é sensível ao calor. Esse grupo de fitoquímicos é formado predominantemente pelas catequinas, epicatequinas e procianidinas, agindo como potentes antioxidantes no organismo e podendo contribuir para a redução do risco de doenças cardiovasculares e câncer. As melhoras à saúde do coração e diminuição do risco de infarto e acidente vascular cerebral são proporcionadas por diversos fatores: melhora do fluxo de sangue, redução da pressão sanguínea, diminuição da tendência à agregação plaquetária e diminuição da oxidação do LDL colesterol.
  • Teobromina: outro fitoquímico presente na semente de cacau. Em cada 100 gramas de chocolate amargo, é possível encontrar em torno de 160 miligramas de teobromina. Essa substância tem ação estimulante no sistema nervoso central, agilizando o raciocínio, estimulante do sistema respiratório e dos músculos cardíacos, além da ação diurética. Possui também a capacidade de estimular a produção de serotonina, responsável por proporcionar aquela sensação de bem estar, bom humor e relaxamento, ajudando a combater a ansiedade e depressão.
  • Metilxantinas: substâncias psicoativas que atuam, assim como a Teobromina, como estimuladores do Sistema Nervoso Central, induzindo a um bem-estar emocional e maior sensação de prazer.
  • Minerais (ferro, manganês, potássio e magnésio): nutrientes com função plástica e reguladora para o organismo.Uma curiosidade com relação ao aumento do desejo de comer chocolate no período pré-menstrual: isso acontece devido à deficiência de magnésio, que geralmente ocorre nesse período.
  • Vitaminas do complexo B: solúveis em água, desempenham papeis importantes no metabolismo celular. Em deficiência, o organismo apresenta: cansaço, depressão, irritabilidade, alterações do sono, perda de apetite, enjoos, modificações na língua, tremor e dor de cabeça.
  • Ácido oléico (Omega 9): um tipo de gordura insaturada, conhecida por auxiliar na redução de colesterol, além de desempenhar um papel fundamental na síntese dos hormônios.
Fique atento! Apesar do chocolate amargo ser rico em nutrientes benéficos ao organismo, ele também tem em sua composição açúcar e gorduras saturadas, fazendo com que apresente uma alta densidade energética. Por isso, não exagere no consumo!

Fontes: Hospital Albert Einstein / Socerj



Relacionadas Para Você
Anterior
« Anterior
Proxima
Proxima »