5 Regras para ter uma vida saudável e viver mais


5 Regras para ter uma vida saudável e viver mais
5 Regras para ter uma vida saudável e viver mais

Adotar medidas simples pode fazer toda diferença para uma vida mais plena

Você já teve a sensação de que ser saudável é complicado demais? São tantas dicas, conselhos e pesquisas que até fica difícil saber no que acreditar. 

No entanto, ser saudável não precisa, de maneira nenhuma, ser complicado. As pessoas eram muito mais saudáveis no passado, quando não havia tantas dietas e produtos de “saúde”. E o que mudou desde então? Nada! A genética ainda é a mesma, então, o que funcionava anos atrás também pode funcionar agora.

Cinco passos para adquirir uma vida saudável. Confira!

1. Não coloque coisas tóxicas em seu corpo
Você, com certeza, sabe que há muitas coisas no ambiente que são absolutamente tóxicas para o corpo. E, considerando a natureza viciante de algumas delas, as pessoas muitas vezes têm uma dificuldade realmente grande em evitá-las. Isso inclui os vilões habituais, como cigarro, álcool e drogas abusivas. Se você tem um problema com eles, dieta e exercício se transformam na menor das suas preocupações. O álcool pode até ser agradável (com moderação, claro!) para aqueles que conseguem tolerá-lo, mas o tabaco e as drogas abusivas são ruins para todos.

Mas o que é muito mais comum hoje em dia é comer alimentos pouco saudáveis e que geram várias doenças. Se você quiser ganhar uma ótima saúde, não tem outra saída: precisa diminuir o consumo desses alimentos. Provavelmente, a mudança mais eficaz que se pode fazer para melhorar a dieta é cortar alimentos embalados e processados. Isso pode ser realmente difícil, porque muitos desses alimentos são alterados pelos chamados engenheiros de alimentos para torná-los o mais viciante possível.
Quantos ingredientes específicos são, de longe, os piores? A lista inclui sacarose e xarope de milho. Ambos podem causar estragos no metabolismo quando consumidos em excesso - embora algumas pessoas os tolerem em quantidades moderadas. No fim das contas, o melhor a fazer é evitar todas as gorduras que necessitam de produtos químicos e fábricas para serem produzidos. Isso inclui as gorduras trans artificiais, óleos refinados e óleos vegetais, como os de soja, milho e girassol.

2. Levante coisas e se movimente
Para conseguir uma ótima saúde, não se deve abrir mão de usar os músculos. Exercitar-se e levantar pesos vai muito além de uma boa aparência. “Melhorar o visual e ficar mais atraente é um bônus e tanto. Mas isso é só a cereja do bolo: o exercício também é crucial para o seu corpo, cérebro e hormônios funcionarem melhor”, completa o personal trainer.

Levantar pesos, por exemplo, reduz o açúcar no sangue e os níveis de insulina, melhora o colesterol e reduz os triglicerídeos. Além disso, aumenta seus níveis de testosterona e hormônio de crescimento, ambos associados com a melhoria do bem-estar. Levantar pesos e realizar outras formas de exercício também pode ajudar a reduzir a depressão e os riscos de todos os tipos de doenças crônicas, incluindo a obesidade, diabetes tipo II, doenças cardiovasculares, Alzheimer e muitos mais.

Finalmente, o exercício também pode auxiliar a perder gordura, especialmente se for combinado com uma dieta saudável. Não é só porque ele queima calorias, mas também melhora o seu estado hormonal e a função global do seu corpo. E o melhor de tudo é que não é preciso se matricular em uma academia para se exercitar. “Também é importante fazer alguma atividade ao ar livre, especialmente se você puder tomar banho de sol nesse momento e aproveitar uma fonte natural de vitamina D. Andar a pé é uma boa escolha, por mais que seja um exercício subestimado. O segredo é escolher algo que você goste e possa fazer em longo prazo”, completa.

Atenção: Para quem está completamente fora de forma ou tem algum problema de saúde, o melhor é falar com um médico ou profissional de saúde qualificado antes de iniciar um novo programa de treinamento.

3. Durma profundamente 
O sono é muito importante para a saúde de maneira geral e estudos mostram que a privação de sono está correlacionada com muitas doenças, incluindo a obesidade e doenças cardíacas. Por isso, é extremamente recomendável dedicar o tempo adequado para ter um sono bom, de qualidade. Os distúrbios do sono, como apneia do sono e outros, são muito comuns e, em muitos casos, facilmente tratáveis. De qualquer forma, existem algumas coisas para fazer que melhorarão a qualidade do sono como não beber café no fim do dia; ir para a cama e acordar na mesma hora todos os dias; dormir na escuridão completa e diminuir as luzes da casa algumas horas antes de se deitar.

4. Evite o excesso de estresse 
Os passos acima já são boa parte do caminho para uma vida saudável, mas não são suficientes. A verdade é que nada disso adianta se você não estiver atento à maneira como pensa e se sente. Se você se sente estressado o tempo inteiro, é melhor parar e rever sua rotina. O excesso de estresse pode aumentar os níveis de cortisol e causar efeitos prejudiciais graves no metabolismo. Ele pode, inclusive, aumentar a gordura na região abdominal e os riscos de todos os tipos de doenças. Acredita-se também que o estresse é um contribuinte significativo para a depressão
Caso você sofra desse mal, é hora de parar e fazer de tudo para se estressar menos. Tente simplificar a sua vida e aposte em exercícios, técnicas de respiração profunda ou até mesmo meditação.

5. Dê ao seu corpo alimentos de verdade 
Sabe qual é a maneira mais simples e eficaz de ter uma dieta saudável? Concentrar-se apenas em alimentos reais. Isso significa escolher alimentos integrais, não processados, que lembram sua aparência na natureza. É muito melhor comer uma combinação de animais e plantas: carnes, peixes, ovos, legumes, frutas, nozes, sementes, bem como gorduras saudáveis, óleos e produtos lácteos ricos em gordura. Se você é saudável, magro e ativo, não há problema nenhum em comer carboidratos não refinados e integrais. Isso inclui batata, batata doce, legumes e grãos que não contêm glúten, como aveia e arroz.
Por outro lado, se você está acima do peso ou obeso ou começou a sofrer de problemas metabólicos, como diabetes ou síndrome metabólica, cortar as principais fontes de carboidratos é o caminho ideal para ter melhorias dramáticas. Muitas pessoas perdem uma grande quantidade de peso simplesmente eliminando os carboidratos, porque, inconscientemente, passam a comer menos. “Faça um esforço para optar por alimentos integrais, não processados, em vez de alimentos que parecem ter sido produzidos numa fábrica”, finaliza o palestrante.

Fonte: Hospital Albert Einstein


Topo